PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Arujá agiliza cerca de mil cirurgias eletivas que estavam na fila do Cross em um ano

Operação x cirurgia
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Mutirão de Cirurgias Eletivas reduziu espera dos pacientes por procedimentos

Após um ano, o Mutirão de Cirurgias Eletivas realizou cerca de mil procedimentos cirúrgicos em Arujá que aguardavam vaga pelo (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde), do Governo do Estado, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, apresentado em audiência pública na Câmara Municipal, na última sexta-feira (9), sobre o balanço da área no último quadrimestre de 2023. A iniciativa contabiliza 7.828 consultas prévias de atualização da situação de cada paciente e segue em andamento.

O prefeito Luis Camargo (PSD) e o secretário municipal de Saúde Leonardo Reis comemoram os resultados. O secretário falou também sobre a futura construção de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) no Jardim Emília, novas instalações do CAPS do Centro, destinado ao tratamento psicossocial, a construção do Pró-Criança, que deverá ser entregue ainda neste primeiro semestre, a reativação de uma nova UBS Centro, contígua ao Centro de Especialidades Médica, o sucesso do Programa Municipal Saúde nos Bairros e a construção do Hospital Geral de Arujá, cujo 1° pavimento já está sendo erguido próximo à avenida Renova dos Santos.

“Na área de serviços aos nossos pacientes, temos mantido todos os nossos contratos e até ampliado, melhorando os atendimentos nos equipamentos públicos e sempre com respeito ao nosso munícipe”, afirmou Leonardo.

Atendimento humanizado

Na Estratégia de Saúde da Família, as dez equipes com 51 Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) de Arujá realizaram, em igual período, no total 72.281 visitas domiciliares, tendo sido realizadas 47.077, com moradores ausentes 25.041 e 163 visitas recusadas.

Na parte de Ambulatório de Saúde Mental, foram 2.985 atendimentos individuais realizados, sendo 1.576 de Psiquiatria, 571 de Assistência Social, 444 de Psicologia e 394 de Enfermagem.
No acompanhamento da pessoa e família que recebem o Bolsa Família, apenas no segundo semestre de 2023, Arujá está próximo do que recomenda o governo federal, atingindo 59% dos 60% esperados de beneficiários acompanhados.

Outros dados

  • Ainda no terceiro quadrimestre de 2023, a Saúde bucal registrou 7.316 atendimentos nas UBSs e no CEM.
  • De absenteísmo na rede foram 38,1% nos quatro últimos meses de 2023 na parte de consultas agendadas e, com relação aos exames, as faltas representaram 30,3%.
  • Na parte de Fisioterapia, foram 10.657 sessões realizadas. Exames de imagem foram 5.966 ultrassonografias, 1.719 radiografias, 1.684 mamografias, 50 tomografias, 324 densitometrias ósseas, totalizando 9.743 exames de imagem. “Fazemos, para se ter uma ideia, aproximadamente, 40 mil exames por ano, no geral, e se levarmos em conta a quantidade populacional, é um número bastante alto que estamos conseguindo atender”, informou o secretário.
  • Exames laboratoriais foram 119.212 no período.
  • De transporte de pacientes, 7.515 anotados e com uma média mensal de 1.878. De remoções e atendimentos a pacientes, a média por mês é de 424 e, no último quadrimestre, 171 de ambulância UTI, 1.525 de ambulância suporte básico e 1.696 no total.
  • Atendimentos do Cresamu (Samu 192 em Arujá) foram 1.308 no período.
  • De Especialidades Médicas no CEM foram 12.741 atendimentos realizados com Clínico Geral, Dermatologia, Cardiologia, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Pneumologista, Otorrinolaringologia e outros.
  • Doses aplicadas de vacina foram 14.401 de diversos tipos nos quatro últimos meses de 2023.
  • Em relação à vacinação Covid, foram 2.239 doses aplicadas contra a doença nesse período.
  • No setor de Zoonoses, ações do Canil Municipal no período totalizaram 2.836 atendimentos diversos e atividade de combate a vetores 21.527. De recolhimento de pneus foram 45 toneladas no terceiro quadrimestre do ano passado, ação importante de combate à dengue, assim como a aplicação de larvicida.

Investimento

Em relação à aplicabilidade dos recursos, no ano passado todo, a obrigatoriedade é de se investir na Saúde 15%, o que representou R$ 60.618.196,57 e houve de despesa realizada no exercício de 2023 o porcentual de 25,12%, ou seja, R$ 101.545.278,80, o que quer dizer que Arujá está investindo a mais na Saúde e fazendo, portanto, além da sua lição de casa.

O secretário municipal de Saúde agradeceu, na audiência, aos recursos enviados por emendas parlamentares de deputados e emendas impositivas dos vereadores, que possibilitam também com que sejam feitos mais investimentos.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.