PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Arujá quer se transformar em Município de Interesse Turístico

Abelzinho Larini, Beto Zen e Camargo
Foto: Divulgação/PMA

PUBLICIDADE

Caso seja reconhecido pelo Governo do Estado, cidade passará a receber R$ 700 mil por ano para fomentar turismo

A gestão do prefeito Luís Camargo (PSD) está empenhada em ser reconhecida como MIT (Município de Interesse Turístico) pelo Governo do Estado de São Paulo. A expectativa é que até o final do ano seja concluído o Plano Diretor do Turismo, que irá definir as prioridades do turismo na cidade.

Caso seja reconhecida como MIT, Arujá passará a receber R$ 700 mil por ano para fomentar projetos com foco no turismo.

De acordo com Camargo, o município terá novas opções para atrair os turistas e fomentar o lazer para os arujaenses com a reabertura dos polos gastronômicos da avenida Amazonas e da rua Angelo Anunciato, além da inauguração do Parque dos Ipês.

“Vamos traçar novos horizontes. O turismo ecológico é o que vamos apostar todas as nossas fichas”, explicou.

No Alto Tietê, as cidades reconhecidas como MIT são Guararema, Mogi das Cruzes e Santa Isabel.

Ontem, Arujá assinou acordo para se filiar à Amitesp (Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo). O gerente da entidade, Beto Zen, afirmou que o investimento no turismo é essencial para o desenvolvimento econômico.

“O turista vem para cá gasta na padaria, no hotel, no comércio, no posto de gasolina, passa o final de semana, e não usa o hospital do município e a rede escolar. Ele só deixa o dinheiro. Isso traz recurso para o município emprego e renda”, disse.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE