PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Bolsonaro diz que movimentos nas ruas são “frutos de indignação e injustiça”

Bolsonaro faz pronunciamento após derrota nas eleições
Foto: Reprodução

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Presidente se pronunciou pela primeira vez após derrota nas eleições

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), se pronunciou pela primeira vez, na tarde desta terça-feira (1º), no Palácio da Alvorada, em Brasília, após a derrota no segundo turno das eleições, no domingo (30). Ele agradeceu o apoio de 58 milhões de eleitores e disse que os movimentos que fecham as rodovias no país são “frutos de indignação e injustiça de como se deu o processo eleitoral”.

Apesar de não pedir para os seus apoiadores, que pedem intervenção militar, saírem das rodovias, ele disse que é preciso se diferenciar dos adversários.

“Os nossos métodos não podem ser os da esquerda, como invasão de propriedade, destruição de patrimônio e direito de ir e vir”, comentou.

Bolsonaro destacou as vitórias para o Congresso Nacional e a formação de novas lideranças, além de novamente dizer que lutou contra todo o “sistema”.

“Sempre fui rotulado como antidemocrático e, ao contrário dos meus agressores, sempre joguei nas quatro linhas. É uma honra ser o líder de milhões de brasileiros que defendem a libertade econômica, religiosa, economica e as cores verde e amarela”, afirmou.

Em seu discurso, Bolsonaro não parabenizou a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, comunicou à imprensa que será o responsável pelo governo da equipe de transição, junto com o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), que foi indicado pelo PT.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.