PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Câmara rejeita novamente prorrogação de CEI do CMDCA

Reprodução/TV Câmara de Arujá

PUBLICIDADE

Paraíba Car sofreu segundo revés seguido no Legislativo nesta semana.

Os vereadores arujaenses se reuniram nesta sexta-feira, 21, em sessão extraordinária, para debater novamente a prorrogação do prazo de conclusão da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). A manobra foi articulada pelo vereador Paraíba Car, presidente da comissão, que teve frustrada mais uma vez a tentativa de ganhar mais tempo para investigar o CMDCA.

Na quarta-feira, 19, os vereadores já tinham rejeitado o aumento do prazo. Ontem, Paraíba Car solicitou ao presidente da Câmara, Gabriel dos Santos, a convocação de uma sessão extraordinária para rediscutir o tema. Ele alega que precisa de mais tempo para analisar a documentação do conselho. Os trabalhos da CEI começaram em outubro de 2019.

Paraíba Car convocou uma sessão de oitivas da CEI, na tarde de hoje, com todos os conselheiros tutelares de Arujá. Entretanto, nenhum deles compareceu. Às 16h30, teve início a sessão extraordinária, mas o pedido do vereador foi rejeitado antes de ser votado.

Gabriel dos Santos justificou que o regimento interno da Câmara de Arujá obriga um pedido de prorrogação de CEI ser justificado com um relatório parcial dos trabalhos e a assinatura de outros membros da comissão. Dos cinco vereadores que integram a CEI, apenas Paraíba Car assinou o documento. “Não posso prevaricar e deixar a Câmara de Arujá suscetível a questões judiciais”, disse o presidente da Câmara.

Os membros da comissão precisam se reunir, votar e entregar à Câmara o relatório final da CEI até quarta-feira de Cinzas. O Legislativo ficará fechado até terça-feira. Se não apresentar o relatório, a CEI será encerrada sem conclusão.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE