PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Casamento Comunitário une 25 casais em Arujá

Casamento Comunitário de Arujá (4)
Foto: PMA

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Cerimônia no Arujafest foi organizada pelo Fundo Social de Solidariedade

A 2ª edição do Casamento Comunitário de Arujá, neste domingo (9), no Arujafest, celebrou a união de 25 casais, em evento organizado pelo Fundo Social de Solidariedade. O programa contemplou os noivos com procedimento civil, cerimônia religiosa, convites impressos e festa, com buffet de salgados, finger food, jantar, bolo e docinhos, além de bancar as despesas com cartório, proporcionar o dia da noiva, oferecer buquês e arranjos florais.

Os vestidos foram cedidos, gratuitamente, pela empresa Mansão das Noivas, de São Paulo. Na 1ª edição do Casamento Comunitário, realizada em novembro do ano passado, no Clube União, 17 casais participaram da cerimônia. Neste ano, dos 38 inscritos, 13 optaram por receber apenas a oficialização civil.

“Estou muito feliz pela oportunidade de formar uma rede de apoio e proporcionar alegria a estes casais, de ajudá-los na realização de um sonho”, disse Clau Camargo, presidente do Fundo Social.

Antes da cerimônia, as noivas tiveram um dia corrido, com o café da manhã e Dia da Noiva, no Parque dos Ipês, onde um time de profissionais de beleza cuidou de cada uma das nubentes.

“Fomos tratadas como rainhas. Nunca vi coisa igual! Hoje foi um dia de sonho. Quando me inscrevi, nem imaginei que seria assim. Todos do Fundo Social, da Prefeitura, são uma bênção por tudo que fizeram pela gente”, agradeceu Quitéria da Silva, após a troca de alianças com Josivaldo Costa Nascimento.

Josivaldo e Quitéria têm 68 anos. Eles já foram casados 20 anos atrás, se separaram por outros 20 e voltaram a se unir em matrimônio neste domingo. Eles têm seis filhos, 28 netos e dez bisnetos.

Um quarteto de trompetistas entoou a Marcha Nupcial, de Mendelssohn, dando início à cerimônia comandada pelo juiz de paz Claudinei Camargo, irmão da primeira-dama. Ao procederem a bênção das alianças, o Pastor Rogério lembrou que “a aliança é um laço sem fim”, enquanto o Padre Osmar cantou uma canção para “consagrar o amor no coração de cada um”.

Toda a cerimônia teve a trilha musical a cargo da Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes, elevando a emoção dos participantes.

Em clima de ternura, os noivos tiveram o momento do tão sonhado “sim” e receberam as certidões de casamento civil. Tudo foi registrado com fotos que serão oferecidas aos casais. Cada um dos 25 casais que se uniram no Arufest pôde levar 13 convidados.

Após a formalização dos matrimônios, todos interagiram com seus familiares e amigos no jantar, custeado com emenda orçamentária de autoria do presidente da Câmara, vereador Abelzinho (PL).

Para participar do Casamento Comunitário é requisito ter renda mensal de até dois salários mínimos, morar há mais de um ano em Arujá e ter o Número de Inscrição Social (NIS).

Casamento Comunitário une 25 casais em Arujá

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.