PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Centro de Atenção Psicossocial II passa a funcionar no Jardim Planalto

Inauguração do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II
Foto: PMA

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Atendimentos de psiquiatria e psicologia são oferecidos no local

A Prefeitura de Arujá inaugurou neste sábado (16) o novo CAPs II (Centro de Atenção Psicossocial II). A unidade da Secretaria Municipal de Saúde oferecerá assistência especializada em saúde mental, como atendimentos de Psiquiatria e Psicologia. Além disso, o CAPS também promoverá serviços de enfermagem, Assistência Social e oficinas terapêuticas de crochê, lãs e linhas, meditação, relaxamento, reiki e artes plásticas e os pacientes poderão participar de grupos terapêuticos de horta, terapias de reeducação alimentar e frequentar aulas de atividade física.

Localizado na rua Bahia, 211, Jardim Planalto, o espaço funcionará de segunda-feira a sexta-feira, das 7 às 17 horas. As instalações do CAPS de Arujá incluem salas de Psicologia, Psiquiatria, Serviço Social, Enfermagem, Recepção, refeitório e uma sala para materiais das oficinas terapêuticas. Essa composição de ambientes permitirá uma abordagem integrada e abrangente no cuidado e tratamento dos frequentadores.

Para o prefeito Luis Camargo (PSD), a entrega desse equipamento é sobre salvar vidas.

“Todos nós sabemos que a saúde mental regula o restante do corpo e entregar hoje esse equipamento para aquela pessoa que precisa, muitas vezes a gente salva a vida de uma pessoa, a gente salva uma família”, comentou.

Já o secretário municipal de Saúde, Leonardo Reis, agradeceu a toda a sua equipe pelo empenho com a Saúde de Arujá e ressaltou o compromisso da gestão Camargo em cuidar das pessoas.

A unidade antes funcionava na rua Prestes Maia, 76, Vila Riman, e agora irá para este endereço no Jardim Planalto, que conta com duas salas de Psiquiatria, uma sala de oficina terapêutica, uma sala de enfermagem, uma recepção, um refeitório, uma sala de farmácia, um Depósito de Material de Limpeza (DML), uma sala de arquivo para prontuários e uma sala para materiais para as oficinas terapêuticas.

A unidade desempenhará um papel fundamental na promoção da saúde mental, oferecendo um ambiente acolhedor e diversificado para o bem-estar da população, que, em média, conta com 2.500 a 3000 atendimentos mensais nesta área.

Por fim, a Câmara Municipal, presente à solenidade de inauguração, lembrou o esforço dos profissionais da Saúde na condução da pandemia. Fechando o evento, houve o descerramento da placa e a apresentação do espaço.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.