PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Força Aérea não possui registros de óvnis em Arujá

óvni
Foto: Macrovector/Freepik

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Mais de 700 casos foram registrados em todo o país entre 1952 e 2016

Cresce no Congresso dos Estados Unidos o debate sobre os óvnis (Objetos Voadores Não Identificados) e se existem informações escondidas do governo norte-americano sobre a existência de alienígenas. No Brasil, o assunto é um tabu. Relatório da Força Aérea Brasileira aponta 743 registros de objetos voadores entre 1952 e 2016 e está disponível para consulta pública no Arquivo Nacional.

Arujá não teve o registro oficial de avistamentos, de acordo com os documentos, situação diferente das cidades vizinhas, como Guarulhos e Mogi das Cruzes.

O caso mais próximo de Arujá aconteceu na região de Bonsucesso, em Guarulhos, de acordo com relatório da Defesa Aeroespacial, de março de 2000, que apontou o avistamento de cinco objetos ovais, por quatro observadores, no dia 13 de dezembro de 1987, às 3h50. Os óvnis também foram visualizados por radares de solo. Eles estavam perto da região de Bonsucesso. O fenômeno durou certa de 10 minutos. A trajetória na maioria das vezes era retilínea, mas algumas vezes circular. O principal relato deste caso é de um controlador de voo da Base Aérea de Cumbica.

Diferentemente dos Estados Unidos, não há nenhuma investigação oficial no Brasil para esclarecer os avistamentos.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.