PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Maternidade de Arujá promove evento em prol do Dia da Consciência Negra

Foto: Wellington Alves
Share on whatsapp
Share on telegram

Cerca de 70 funcionários da Maternidade Dalila Ferreira Barbosa participaram da atividade

Por ocasião da celebração do Dia da Consciência Negra, o ITDM (Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento da Medicina) promoveu um encontro com cerca de 70 funcionários da Maternidade Dalila Ferreira Barbosa, no Jardim Renata, na tarde desta sexta-feira (19).

O evento começou com uma palestra com colaboradores do ITDM, que retrataram a importância do atendimento humanizado ao público, sem distinção entre as pessoas. Depois, houve uma Dança Afro, poesias e vozes do Coral Canto da Cegonha, que é formado por funcionários do hospital. No fim, houve uma apresentação de capoeira e partilha de comidas típicas, como acarajé.

De acordo com o presidente do ITDM, Uilson Araújo, esses eventos contribuem para a maior interação aos funcionários, com foco em atender bem os pacientes. Ele destacou que no dia 26 de novembro vai ter início o projeto “Sem Cicatrizes”, que oferece tratamento para camuflar cicatrizes de partos normais ou cesáreas realizados na maternidade.

O evento da Consciência Negra foi idealizado por Roberta Valentim, que é regente do Coral e enfermeira na maternidade. Na opinião dela, a festa de hoje serve para reflexão. “É o dia em que a gente entende que cor não é padrão para nada, já que todos somos seres humanos”, disse. A próxima atividade para os funcionários e pacientes será a Cantata de Natal, no próximo mês.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Clau Camargo, participou do encontro e destacou que é importante trabalhar a conscientização racial nos ambientes de trabalho. “Não pode existir racismo. Cor de pele não mostra o que a pessoa é. O importante é o coração e a disposição para fazer o bem”, comentou.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE