PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Papa Francisco agradece jornalistas por denunciarem abusos contra crianças

Foto: Vatican.va
Share on whatsapp
Share on telegram

Pontífice reconheceu o papel da imprensa dizer “o que está errado”

O papa Francisco concedeu insígnias de “Dama” e “Cavalheiro” da Grã-Cruz da Ordem de Pia aos jornalistas Valentina Alazraki e Philip Pullella, neste sábado (13), no Vaticano. Ele disse que a imprensa possui três papéis fundamentais na sociedade: escutar, aprofundar e contar.

Em sua primeira viagem internacional, Valentina acompanhou o papa João Paulo II, no México, em 1979. Phillip também cobre os assuntos relacionados à Igreja há anos.

 “O jornalismo não acontece escolhendo uma profissão, mas embarcando em uma missão, como um médico, que estuda e trabalha para que no mundo o mal seja curado”, comentou.

O papa enalteceu o papel da imprensa. “A missão do jornalista é explicar o mundo, torná-lo menos obscuro, fazer com que as pessoas tenham menos medo e possam olhar para os outros com maior consciência, e também com mais confiança. É uma missão difícil.

Contar a verdade, na opinião do papa, contribui para o crescimento das pessoas. Ele reconheceu que as reportagens sobre abusos contra crianças foram fundamentais para a Igreja se atentar a essa dura realidade.

“Pelo que nos dizem sobre o que está errado na Igreja, por nos ajudar a não esconder debaixo do tapete e pela voz que vocês deram às vítimas de abusos”, afirmou.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE