PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Suprema Corte Italiana condena Robinho a 9 anos de prisão por estupro coletivo

Foto: Ivan Storti/Santos FC

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Jogador pode cumprir pena no Brasil

O atacante Robinho, que atuou no Santos e na Seleção Brasileira, recebeu condenação definitiva pela Suprema Corte da Itália por participação em estupro coletiva de uma albanesa, em 2013, quando atuava no Milan. Ele recebeu punição de nove anos de prisão. Não cabe mais recurso da decisão.

Robinho e outros cinco brasileiros já tinham sido condenados pelo crime em 2017 e 2020, mas o atacante ainda recorria. Como está no Brasil atualmente, o jogador não pode ser extraditado para a Itália. Contudo, a Justiça italiana pode pedir o cumprimento da pena no Brasil. Nesta hipótese, o caso ainda pode ser julgado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Se for à Itália, Robinho será automaticamente preso. Ele está sem clube desde o ano passado.

A defesa do atacante tentou desqualificar a vítima, mas não obteve êxito.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI.