PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Arujá registra oito casos de dengue em 2020

Jcomp/br.freepik.com

PUBLICIDADE

Comitê aborda estratégias de combate à dengue em Arujá.

A Secretaria de Saúde de Arujá promoveu na última semana a primeira reunião do Comitê Municipal de Mobilização Social para Ações de Prevenção e Controle da Dengue, Chikungunya e Zika. O objetivo foi compartilhar informações com membros do executivo e da sociedade civil e discutir estratégias para combater os criadouros do mosquito aedes aegypti. Em 2020 foram registrados oito casos de dengue na cidade.

No encontro, integrantes do colegiado receberam informações sobre a doença e as atividades de prevenção e monitoramento que abrangem toda a cidade e são realizadas diariamente pelo Departamento de Controle de Vetores. A ideia é ampliar a difusão de informações para a população em geral e traçar novas ações.

“Mesmo em meio à preocupação com o coronavírus, não podemos nos esquecer de doenças como a dengue, que são de igual modo perigosas e que já levaram milhares de pessoas a óbito no Brasil. A responsabilidade pelo combate é de todos nós, por isso precisamos nos unir em prol desta causa”, afirma a diretora de Vigilância em Saúde, Miriam Miletti.

Criado em 2015 pelo decreto 6.527, o Comitê de Arboviroses visa apoiar o município no acompanhamento e intensificação de intervenções preventivas em conformidade com o Programa Nacional de Combate à Dengue. O colegiado é coordenado pela Saúde e composto por membros da sociedade civil, órgãos públicos e outras esferas, com participação voluntária.

Orientações

Arujá registrou oito casos de dengue até 11 de março. Conforme detalhou o supervisor da equipe de combate à doença, Tadeu Pacheco, a Secretaria de Saúde tem intensificado o trabalho preventivo, com a vistoria a imóveis, nebulizações em áreas consideradas de maior risco, coleta de pneus em borracharias, terrenos e vias públicas e instalação de telas de caixa d’água.

Para evitar novos focos da doença, é preciso tomar alguns cuidados: evitar o acúmulo de água em garrafas e baldes; higienizar com frequência os vasos de animais domésticos; manter caixas d’água fechadas; cobrir com areia os pratos de planta e manter nas piscinas a aplicação de produtos como o cloro.

Denúncias

Arujá possui um canal direto de relacionamento entre população e poder público para tratar do assunto: o Disque-Dengue (0800 788 8882). Por este meio os munícipes podem realizar denúncias de focos do mosquito e situações de risco.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE