PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Arujá segue orientação estadual e reduz intervalo de dose de reforço para quatro meses

Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG

PUBLICIDADE

Mudança no calendário é uma estratégia para combater nova variante da covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde determinou a redução de cinco para quatro meses do intervalo da dose adicional da vacina contra a covid-19, nesta quinta-feira (2), conforme orientação do Governo do Estado de São Paulo.

De acordo com a gestão municipal, a medida é necessária diante do atual cenário epidemiológico da doença no mundo, confirmação do caso da variante ômicron no Estado e a proximidade das festividades de final de ano.

As pessoas que têm a partir de 18 anos e que completaram o esquema vacinal (tomaram a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer, Astrazeneca ou Coronavac) podem tomar a terceira dose (ou dose adicional) após quatro meses, enquanto que os imunossuprimidos precisam aguardar pelo menos 28 dias.

Já quem completou o esquema vacinal e tem 18 anos ou mais com a vacina da Janssen (dose única), deve aguardar o intervalo mínimo de dois meses, enquanto que os imunossuprimidos devem aguardar pelo menos 28 dias para tomarem a dose adicional.

Não há contraindicações para grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz em até 45 dias), desde que elas tomem a dose adicional com a vacina da Pfizer.

Quem estiver nessas condições, basta procurar, sem agendamento, o ginásio Habib Tannuri, na rua Maranhão, 386, no Centro (rua da feira), de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE