PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Câmara aprova proibição de contratação de comissionados condenados na Maria da Penha

Imprensa/CMA

PUBLICIDADE

Em 2018, 32 mulheres arujaenses foram vítimas de violência doméstica.

Homens condenados por violência doméstica não poderão mais ser contratados como comissionados na Prefeitura e na Câmara de Arujá. Essa determinação foi aprovada, nesta quarta-feira, 12, pelos vereadores arujaenses em sessão no Legislativo. A proposta ainda depende da sanção do prefeito José Luiz Monteiro (MDB).

Dados do Creas (Centro de Referência da Assistência Social) apontam que, entre janeiro e julho do ano passado, 13 mulheres de Arujá foram vítimas de violência doméstica. Em 2018, foram 32 ocorrências do crime.

A vereadora Ana Poli (PR), autora do projeto aprovado, afirmou que a gestão pública precisa dar exemplo no combate à violência contra a mulher. Cargos comissionados são funções de confiança do prefeito e dos vereadores. A medida não impede que um homem condenado pela Lei Maria da Penha seja aprovado em concurso público. 

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE