PUBLICIDADE

Câmara aprova Título de Cidadã Arujaense para Maria Luzia Bartone Salles Couto

Foto: Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Honraria proposta pelo vereador Luiz Fernando contou com o apoio unânime dos vereadores presentes na sessão

Foi aprovada pela Câmara Municipal, em sessão no dia 9 de agosto, a concessão do título de cidadania arujaense à ex-secretária de Assistência Social de Arujá, Maria Luzia Bortone Salles Couto. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL nº 4/2021) foi aprovado pela totalidade dos parlamentares.

Na justificativa para entrega do título, o autor da propositura, vereador Luiz Fernando (PSDB), ressaltou a atuação profissional e pessoal de Maria Luzia “que sempre ajudou as famílias, crianças e pessoas em situação de vulnerabilidade social, não só no exercício de sua atividade profissional – quando à frente da pasta – mas também de forma particular, através de sua participação em ações assistenciais”.

Em plenário, em fala emocionada, o vereador descreveu a homenageada como uma guerreira. “Tive a honra de ver o compromisso da dona Maria Luzia, que contagia toda sua equipe, mas não só, pois transcende e contagia todos que estão ao seu redor”, destacou Luiz Fernando.

Na sequência, o vereador Abel Franco Larini (PL), o Abelzinho, enalteceu a iniciativa do colega e destacou que a homenageada foi secretária de Assistência Social durante 16 anos nos governos de seu pai, Abel José Larini, e sempre se dedicou plenamente aos mais necessitados. “Nós, políticos, temos que olhar para as pessoas que mais precisam. E a Maria Luzia é uma pessoa que sempre faz o bem”.

O vereador Paulo Henrique Maiolino (PSD), o Paulinho Maiolino, também exaltou a atuação e empatia da ex-secretária. “No mandato passado não teve sequer uma vez que liguei para aquela mulher e não fui atendido, ou o problema resolvido”, destacou.

Biografia

Maria Luzia é natural de Marília, no interior do estado paulista, tendo nascido em dezembro de 1945. Maria é casada com Walter Salles Couto há 49 anos e tem três filhos, Karina, Kaísa e Junior, além de dois netos.

Formada em 1967, cursou especialização em Administração de Empresas, na Fundação Getúlio Vargas – FGV (São Paulo – SP) e fez mestrado em Serviço Social, na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas.

Em sua carreira, atuou no magistério desde os 16 anos e, como estagiária de Serviço Social, realizou trabalhos na área hospitalar na Prefeitura de Ribeirão Preto – SP e Santa Casa de São Paulo – SP; na área habitacional, trabalhando no Inocoop – primeira Cooperativa Habitacional de Ribeirão Preto – SP, e na área educacional atuou na Associação de Ensino de Ribeirão Preto – SP, entre muitos outros lugares.

Em 1986, mudou-se para Arujá, e no ano seguinte iniciou um trabalho voluntário na Escola Especial do município. Participou da fundação da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) da cidade, da Associação Fraterna de Arujá (AFA) e da Creche Acalanto, na qual atuou voluntariamente como diretora até o ano de 1997, com a oferta de assistência e educação para mais de 130 crianças do Município.

Maria Luzia foi contratada pela Prefeitura de Arujá em 1998, como diretora do Pró-Menor, e assumiu a Secretaria de Assistência Social do Município, de 2000 a 2004.

Exerceu sua segunda gestão como secretária municipal de 2009 a 2020, com a criação, implementação e administração de inúmeros projetos e benefícios direcionados à população da cidade de Arujá, tais como os programas municipais de transferência Renda Mínima, Frente de Trabalho e Jovem Aprendiz. Entre 2000 e 2020, assumiu por alguns períodos, também, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município.

Enquanto secretária municipal, trabalhou para tornar possível a adesão de Arujá a todos os Programas sociais e assistenciais ofertados pelos governos Estadual e Federal. O município foi reconhecidamente o pioneiro na implementação do Programa Bolsa Escola (atual Bolsa Família), do Governo Federal, e referência nacional na execução do Programa Criança Feliz, tendo recebido diversas premiações e reconhecimento internacional pela excelência na prática do Programa, que fomenta a prevenção, proteção e promoção do desenvolvimento infantil na primeira infância. Este mesmo Programa conquistou, em 2019, o maior prêmio do mundo em inovação para a educação.

As relações formalizadas com o Governo Federal proporcionaram a inauguração e administração do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), assim como a construção e operacionalização do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) do bairro Jardim Cerejeiras (atual Estação Cidadania). As parcerias com o Governo do Estado de São Paulo se concretizaram para construção e operacionalização do Centro Dia do Idoso (CDI), para implementação do Programa Renda Cidadã, da Ação Jovem e, ainda, para construção de moradias pelo CDHU, com a consequente retirada de inúmeras famílias de Arujá de áreas em situação de risco.

Atualmente, Maria Luzia dedica-se a trabalhos voluntários da Fundação Bhaktivedanta, no município de Pindamonhangaba-SP.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE