PUBLICIDADE

Caso de fungo negro é registrado em São Paulo

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Doença grave tem alta taxa de letalidade, além de mutilações

O Hospital das Clínicas de São Paulo atende um paciente internado com mucormicose, doença conhecida como “fungo negro”. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, nesta quarta-feira (2), em coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.

O fungo negro ganhou destaque na Índia, durante o surto de coronavírus, com mais de 9 mil casos. A doença causa necrose na pele, em especial nos olhos, no nariz e no rosto. A taxa de letalidade é acima de 50% e atinge, principalmente, pacientes imunossuprimidos.

De acordo com Gorinchteyn, o caso registrado em São Paulo está sendo atendido adequadamente, com intervenções cirúrgicas. Não há mais detalhes divulgados, além de ser um homem, de 30 a 39 anos.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE