16.5 C
Arujá
segunda-feira, 13 de julho de 2020
No menu items!
Início Política CEI convoca Prefeitura para esclarecer contratos da Saúde e Serviços Públicos
- PUBLICIDADE -

CEI convoca Prefeitura para esclarecer contratos da Saúde e Serviços Públicos

- PUBLICIDADE -

Investigação teve início após operação da Polícia Civil de Guarulhos apontar irregularidades

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal vai requerer à Prefeitura de Arujá todos os editais de licitação abertos pelas Secretarias Municipais de Saúde e de Serviços, e os respectivos contratos, incluindo os emergenciais, firmados pelas pastas desde janeiro de 2017. A medida foi definida durante a primeira reunião de deliberação, convocada pelo presidente da CEI, Rogério Gonçalves Pereira (PDT), o Rogério da Padaria, e realizada nesta sexta-feira (19).

No caso da Secretaria de Saúde serão requeridos os contratos com as organizações sociais e, no caso da Secretaria de Serviços, os firmados com a Center Leste e a empresa responsável pelas ações de combate à dengue, além das ordens de pagamento.

Também serão solicitadas cópias dos relatórios elaborados pelo Conselho Municipal de Saúde, desde janeiro de 2017, e a relação de todos os membros que atuaram na Comissão Permanente de Licitações (Copel) da Prefeitura de Arujá, a partir do início da gestão do prefeito José Luiz Monteiro (MDB).

Além do pedido de cópias impressas ou em formato digital dos processos administrativos citados no inquérito civil aberto pela Polícia Civil na Operação Soldi Sporchi, a CEI definiu as diretrizes e o cronograma de trabalho.

Conforme acordado entre os membros, as reuniões de deliberação serão realizadas semanalmente na sede do Legislativo, e as oitivas serão feitas no Plenário Vereador João Godoy, com transmissão ao vivo pelo canal oficial da Câmara de Arujá no YouTube. Devido à pandemia da covid-19 não será permitida a entrada de público durante a coleta de depoimentos.

Segunda fase

A partir da próxima semana, a CEI formalizará o calendário de oitivas. Rogério da Padaria adiantou que serão convocados para depor, além do prefeito, os membros da Copel, secretários, secretários adjunto e diretores das pastas de Saúde e Serviços, e todos os envolvidos direta ou indiretamente nas investigações.

“Vamos conduzir os trabalhos com total transparência e seriedade, buscando analisar os processos administrativos, que resultaram na celebração de contratos, e efetuar a devida apuração de responsabilidades”, salientou Rogério da Padaria.

Estiveram presentes os vereadores Cris do Barreto (PSD), vice-presidente; Rafael Laranjeira (Rede), relator; e os membros Ana Cristina Poli (PL) e Pastor Edimar de Jesus (Republicanos) – que protocolou ofício pedindo sua saída da Comissão.

A CEI quer apurar possíveis irregularidades nos processos licitatórios e contratos emergenciais celebrados pela Prefeitura de Arujá. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 60 dias.

Mais lidas

Venda de gás de cozinha, acima de R$ 70, está irregular e deve ser denunciada

Consumidor deve denunciar locais que vendam gás de cozinha com preço abusivo.O Procon de São Paulo orienta os...

Posto de gasolina de Arujá é investigado por maior fraude em operação estadual

Operação Olhos de Lince, do Ipem, multou 63 postos de gasolina no EstadoO Ipem (Instituto de Pesos e...

Colapso de leitos na Grande SP deve ocasionar lockdown em Arujá

Fechamento dos comércios não essenciais está mantido até o final do mêsO risco de Arujá entrar em lockdown...

3.129 famílias de Arujá receberão cesta básica a partir de amanhã

Famílias beneficiadas estão inscritas no programa Bolsa FamíliaTerá início nesta sexta-feira (15), por meio do projeto estadual Alimento...
- PUBLICIDADE -