PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Estado de São Paulo pode aumentar restrição de circulação

Foto: Governo do Estado de São Paulo

PUBLICIDADE

Casos graves do covid-19 cresceram 42% em apenas um dia em SP.

A quarentena implantada pelo Governo do Estado de São Paulo pode ser ampliada, se os casos de coronavírus continuarem subindo de forma acelerada. É o que afirmou o secretário de Estado da Saúde, Luiz Henrique Germann, em entrevista no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, nesta quinta-feira, 26.

Germann está preocupado com o ritmo de contágio em São Paulo. Por outro lado, ele acredita que a situação estaria pior se as medidas restritivas não tivessem sido adotadas. No Brasil são 2.433 casos confirmados de coronavírus, sendo 862 em São Paulo. Dos 57 óbitos no país, 48 ocorreram no Estado. “São 84 pacientes graves, acréscimo de 42% em relação ao dia anterior”, afirmou.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comentou que é real a possibilidade de utilizar a Polícia Militar para abordar idosos e obrigá-los a irem para as suas casas. 

O secretário avalia que, se for necessário, pode ser implantado o isolamento domiciliar e, em caso mais grave, utilizar as forças policiais para impedir a mobilidade das pessoas. A coordenadora do Centro de Vigilância do Coronavírus, Helena Sato, ficar em casa é a melhor medida para evitar a propagação do vírus. “É importante incentivar as pessoas a fazerem isso”, disse. 

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE