13.6 C
Nova Iorque
quinta-feira, agosto 13, 2020
Início Educação Estado libera volta dos cursos de idiomas, reforço escolar, música e dança

Estado libera volta dos cursos de idiomas, reforço escolar, música e dança

- PUBLICIDADE -

Ocupação em sala de aula depende da fase da quarentena

O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, informou que os cursos de educação complementar, como idiomas, reforço escolar, música e dança, podem retornar as atividades nas cidades que estejam na fase amarela do Plano São Paulo. Ele disse que a regra vale para os cursos que não sejam regulamentados, ou seja, diferente do ensino regular (ensino fundamental e médio), técnico e universitário.

Soares participou de coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (13), no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. Arujá entrou hoje na fase amarela e, com isso, os segmentos citados já podem retomar as aulas com ocupação de 40% das salas. Quando a cidade avançar para a fase verde, serão autorizados 60% dos estudantes. Na fase azul, poderão regressar 100%.

As faculdades e cursos técnicos foram autorizados a retornar as aulas presenciais, nas disciplinas práticas, com 35% de ocupação de sala. Isso apenas nas cidades que tiverem mais de 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo. Arujá atenderá esse critério em 27 de julho.

Mais lidas

Venda de gás de cozinha, acima de R$ 70, está irregular e deve ser denunciada

Consumidor deve denunciar locais que vendam gás de cozinha com preço abusivo. O Procon de São Paulo orienta os...

Posto de gasolina de Arujá é investigado por maior fraude em operação estadual

Operação Olhos de Lince, do Ipem, multou 63 postos de gasolina no Estado O Ipem (Instituto de Pesos e...

Colapso de leitos na Grande SP deve ocasionar lockdown em Arujá

Fechamento dos comércios não essenciais está mantido até o final do mês O risco de Arujá entrar em lockdown...

Confira os feriados e pontos facultativos em Arujá em 2020

Aniversário de Arujá e Corpus Christi caem na mesma semana. Após dois feriados seguidos, de Natal e Ano-Novo, nem...
- PUBLICIDADE -