26.5 C
Arujá
terça-feira, dezembro 1, 2020
Início Brasil Governo lança Programa Casa Verde e Amarela
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Governo lança Programa Casa Verde e Amarela

- PUBLICIDADE -

Meta é atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda até 2024

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lançou hoje (25) o novo programa habitacional do governo federal. Chamado de Casa Verde e Amarela, o programa é uma reformulação do Minha Casa Minha Vida, com foco na regularização fundiária e na redução da taxa de juros, para aumentar o acesso dos cidadãos ao financiamento da casa própria.

Durante cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória (MP) que cria o programa e disse que, agora, “a bola está com o Parlamento”. “Não tenho muito a dizer, apenas cumprimentar os ministros que trabalharam incansavelmente nessa questão, bem como o nosso Parlamento, que agora recebe essa MP e a aprovará, com toda certeza e, se for o caso, fará aperfeiçoamentos. Assim é que se fazem as leis, assim que nos apresentamos para atender a nossa sociedade”, disse.

A meta é atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda com o financiamento habitacional até 2024, um incremento de 350 mil residências em relação ao que se conseguiria atender com os parâmetros atuais. Isso será possível em função de negociações com o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que subsidia o programa, e com a Caixa Econômica Federal, que é o agente financeiro.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, as Regiões Norte e Nordeste serão contempladas com a redução nas taxas em até 0,5 ponto percentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais e 0,25 ponto para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nessas localidades, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano e, nas demais regiões, a 4,5% ao ano.

“Nós teremos um tratamento diferenciado para as regiões que historicamente têm uma condição menor em relação aos seus índices de desenvolvimento humano”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. O limite do valor dos imóveis financiados no Casa Verde e Amarela também foi ampliado, com o objetivo de estimular a construção civil a atuar nessas localidades.

Ao longo de quatro anos, o subsídio do FGTS vai cair de R$ 9 bilhões ao ano para R$ 7,5 bilhões ao ano. Ainda assim, segundo o ministro, com a diminuição da taxa de juros e da prestação do financiamento, famílias que antes não eram atendidas em razão da faixa de renda, poderão acessar os benefícios, já que a legislação prevê que as famílias podem comprometer apenas 30% da sua renda com prestação habitacional.

Ao mesmo tempo, a Caixa aceitou reduzir a taxa de remuneração para a prestação dos serviços. “Isso é eficiência e saber gerir os recursos públicos, e tendo zelo pelo dinheiro da população. Isso vai permitir que mais 350 mil unidades sejam construídas com menos dinheiro”, disse Marinho, destacando que o governo prevê agregar mais de 2 milhões de novos empregos diretos e indiretos e mais de R$ 11 bilhões de recursos à arrecadação.

(Com informações da Agência Brasil)

Error: Embedded data could not be displayed.

VEJA TAMBEM...

- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Mais lidas

Bolsonaro zera imposto para remédio milionário que pode beneficiar guarulhense

Pais de Luiz Otávio buscam arrecadar R$ 9 milhões em campanha para curar o filho que sofre com atrofia muscular espinhal

Caixa paga hoje auxílio emergencial a 3,6 milhões de beneficiários

Até agora, já foram creditados R$ 3,2 bilhões a 4,9 milhões de pessoas.  A Caixa Econômica Federal paga hoje...

Poupatempo retoma atendimento presencial na próxima semana

Haverá prioridade para os casos de emergência, como emissão de RGs Os postos do Poupatempo vão retomar as atividades...

Guarulhos libera alguns comércios a abrirem a partir desta quarta-feira

Em Arujá, comércios não essenciais seguem fechados até 10 de maio. Em live no Facebook, nesta terça-feira (21), o...

São Paulo retoma e amplia rodízio de veículos para conter coronavírus

Mudança entra em vigor na capital paulista na próxima segunda-feira. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou hoje...
- PUBLICIDADE -