PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Justiça nega pedido do prefeito de Arujá de barrar CEI na Câmara

Foto: Imprensa/CMA
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Legislativo apura denúncia de contratos irregulares na Prefeitura de Arujá

A juíza Naira Blanco Machado, da 1ª Comarca de Arujá, indeferiu mandado de segurança impetrado pelo prefeito de Arujá José Luiz Monteiro (MDB) que solicitava a suspensão dos trabalhos da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga contratos públicos da Prefeitura.

Na decisão, a magistrada acompanha o parecer do Ministério Público e diz não haver indícios que justifiquem eventual determinação de suspensão da CEI. Machado ainda destaca que a fiscalização da regularidade dos atos administrativos é um dos principais escopos do Poder Legislativo.

O presidente da comissão, Rogério da Padaria (PDT), disse que as investigações causam desconforto na gestão municipal. “Asseguro que as investigações vão seguir e daremos as respostas que a população arujaense espera e merece”, declarou.

Ontem (21), José Luiz foi notificado que a Comissão Processante da Câmara – órgão diferente da CEI – decidiu manter as investigações que podem causar o seu impeachment.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE