PUBLICIDADE

Mogi das Cruzes ingressa com representação no TCE contra pedágio na Mogi-Dutra

Foto: Reprodução/TV Diário
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Estado lançou licitação que pretende instalar pedágio por 30 anos

A Prefeitura de Mogi das Cruzes ingressou com representação no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) contra o edital de concessão internacional da Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) para instalação de pedágio nos dois sentidos da rodovia Mogi-Dutra, por volta do km 40. A informação é do Diário do Transporte.

Há duas semanas, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), autorizou a abertura da licitação, que vai conceder à iniciativa privada várias rodovias paulistas, além da Mogi-Dutra, por 30 anos.

Na representação, Mogi das Cruzes argumenta que a instalação de novos pedágios “representaria ônus demasiado aos munícipes e moradores de localidades vizinhas, bem como que haveria previsão de obras de construção de viadutos na malha viária municipal, sem que parâmetros seguros do fluxo de veículos fossem considerados”.

A Prefeitura de Arujá também estuda medidas judiciais contra o edital. O prefeito Luis Camargo (PSD) afirmou que vai esperar esta semana se Doria responderá a carta enviada pelo Condemat (Consórcio dos Municípios do Alto Tietê), em que é pedida a revogação da implantação dos pedágios.

Arujá já possui pedágios nos dois sentidos da rodovia Presidente Dutra. A instalação de novas praças de cobrança na Mogi-Dutra prejudicaria arujaenses que trabalham, estudam ou fazem tratamento médico em Mogi das Cruzes.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE