19 C
Arujá
quinta-feira, 9 de julho de 2020
No menu items!
Início Colunas Maternar: Nascimento de Um Amor Novas preocupações: crianças dos 10 aos 12 anos
- PUBLICIDADE -

Novas preocupações: crianças dos 10 aos 12 anos

- PUBLICIDADE -

Nesta fase, nossos pequenos entram na pré-adolescência.

Se seu filho está entre os 10 e 12 anos está na fase que antecede a adolescência. Já não é mais aquela criancinha que costumava ser. Essa transição começa quando termina a segunda infância. Iniciando assim a famosa puberdade que se estende até os 14 anos onde começa a adolescência.

A criança neste período passa por mais mudanças. Buscará mais autonomia e vai preferir passar seu tempo com amigos da mesma idade. Na maioria das vezes o gosto por esportes se intensifica e as saídas em grupos começam a aparecer. Costumam eleger um melhor amigo nesta fase e ficar mais reclusos. Lidar com um turbilhão de hormônios não é fácil e ainda estão se descobrindo.

É neste período que acontece o desenvolvimento dos órgãos genitais. Importante os pais conversar e explicar que o corpo vai sofrer modificações importantes mesmo sabendo que na escola o tema será abordado. Nesta fase, por mais que não pareça, eles precisam e querem atenção. Os pais precisam permanecer próximos e ajudá-los neste processo de descobertas e novidades.

Não se esqueça que nesta fase da pré-adolescência todo probleminha vira um problemão. Para os adultos pode parecer bobo demais certas situações. Uma nota ruim na prova, um passeio que não deu certo, uma discussão com o amigo ou até mesmo alguma situação com o grupo da escola. Tudo pode ser motivo para chateação. É necessário que os pais compreendam que os hormônios estão a flor da pele e por isso precisam ser pacientes e solidários. Importante que expliquem que esse sentimento de frustação vai passar e que as experiências boas e ruins são necessárias para nosso amadurecimento.

Assim como nas fases anteriores, ter uma rotina é algo indispensável. Nessa fase não é diferente. O mais legal é que vocês podem definir isso juntos. Levando em consideração a opinião da criança também. Isso fará com que se sinta incluída nas decisões de sua própria vida e o estimulará a ter mais autonomia e responsabilidade.

Lembre-se que é importante frisar que existem combinados que são inegociáveis. Impor regras e limites é fundamental para mostrar até onde podem ir. Isso gera segurança e autocontrole para bem viver em família e em sociedade.

Por mais que nesta fase tudo para eles “é chato” pode ter certeza que por mais que já queiram ser grandinhos, por dentro existe uma criança que adora atenção, amor e carinho. Os momentos juntos são essenciais para fortalecer vínculos e a relação de confiança entre pais e filhos. Aproveite.

Mais lidas

Venda de gás de cozinha, acima de R$ 70, está irregular e deve ser denunciada

Consumidor deve denunciar locais que vendam gás de cozinha com preço abusivo.O Procon de São Paulo orienta os...

Posto de gasolina de Arujá é investigado por maior fraude em operação estadual

Operação Olhos de Lince, do Ipem, multou 63 postos de gasolina no EstadoO Ipem (Instituto de Pesos e...

Colapso de leitos na Grande SP deve ocasionar lockdown em Arujá

Fechamento dos comércios não essenciais está mantido até o final do mêsO risco de Arujá entrar em lockdown...

3.129 famílias de Arujá receberão cesta básica a partir de amanhã

Famílias beneficiadas estão inscritas no programa Bolsa FamíliaTerá início nesta sexta-feira (15), por meio do projeto estadual Alimento...
- PUBLICIDADE -