26.5 C
Arujá
quarta-feira, maio 5, 2021
InícioColunasMaternar: Nascimento de Um AmorNovas preocupações: crianças dos 10 aos 12 anos
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Novas preocupações: crianças dos 10 aos 12 anos

- PUBLICIDADE -

Nesta fase, nossos pequenos entram na pré-adolescência.

Se seu filho está entre os 10 e 12 anos está na fase que antecede a adolescência. Já não é mais aquela criancinha que costumava ser. Essa transição começa quando termina a segunda infância. Iniciando assim a famosa puberdade que se estende até os 14 anos onde começa a adolescência.

A criança neste período passa por mais mudanças. Buscará mais autonomia e vai preferir passar seu tempo com amigos da mesma idade. Na maioria das vezes o gosto por esportes se intensifica e as saídas em grupos começam a aparecer. Costumam eleger um melhor amigo nesta fase e ficar mais reclusos. Lidar com um turbilhão de hormônios não é fácil e ainda estão se descobrindo.

É neste período que acontece o desenvolvimento dos órgãos genitais. Importante os pais conversar e explicar que o corpo vai sofrer modificações importantes mesmo sabendo que na escola o tema será abordado. Nesta fase, por mais que não pareça, eles precisam e querem atenção. Os pais precisam permanecer próximos e ajudá-los neste processo de descobertas e novidades.

Não se esqueça que nesta fase da pré-adolescência todo probleminha vira um problemão. Para os adultos pode parecer bobo demais certas situações. Uma nota ruim na prova, um passeio que não deu certo, uma discussão com o amigo ou até mesmo alguma situação com o grupo da escola. Tudo pode ser motivo para chateação. É necessário que os pais compreendam que os hormônios estão a flor da pele e por isso precisam ser pacientes e solidários. Importante que expliquem que esse sentimento de frustação vai passar e que as experiências boas e ruins são necessárias para nosso amadurecimento.

Assim como nas fases anteriores, ter uma rotina é algo indispensável. Nessa fase não é diferente. O mais legal é que vocês podem definir isso juntos. Levando em consideração a opinião da criança também. Isso fará com que se sinta incluída nas decisões de sua própria vida e o estimulará a ter mais autonomia e responsabilidade.

Lembre-se que é importante frisar que existem combinados que são inegociáveis. Impor regras e limites é fundamental para mostrar até onde podem ir. Isso gera segurança e autocontrole para bem viver em família e em sociedade.

Por mais que nesta fase tudo para eles “é chato” pode ter certeza que por mais que já queiram ser grandinhos, por dentro existe uma criança que adora atenção, amor e carinho. Os momentos juntos são essenciais para fortalecer vínculos e a relação de confiança entre pais e filhos. Aproveite.

VEJA TAMBEM...

Siga o Arujá Reporter

12,894FãsCurtir
48SeguidoresSeguir
35InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Mais lidas

- PUBLICIDADE -