26.5 C
Arujá
sexta-feira, janeiro 15, 2021
Início Cidade Prefeitura inicia nebulização para conter propagação do aedes aegypti
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Prefeitura inicia nebulização para conter propagação do aedes aegypti

- PUBLICIDADE -

Todos os bairros da cidade serão nebulizados nos próximos 90 dias

Hoje (7), a Prefeitura de Arujá deu início a uma ação de nebulização, com uso de um produto inovador e inofensivo à saúde humana, animal e ao meio ambiente, começando pelo Parque Rodrigo Barreto, bairro onde foram registrados, ao longo dos anos, o maior número de casos da doença, junto a demais localidades como Mirante e Jardim Pinheiro.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Márcio Knoller, todos os bairros da cidade serão nebulizados e a previsão é de que em 90 dias úteis sejam concluídos os trabalhos, caso as condições do vento estejam favoráveis e não chova no dia da passagem da picape da pulverização.

“Em 2020 tivemos 16 casos positivos de dengue e 127 notificados, além de 68.905 imóveis visitados. Não houve nenhuma morte decorrente da doença. Porém, a população precisa continuar tomando os cuidados necessários para evitar o acúmulo de água e a proliferação do mosquito”, alertou.

Em 2019, foram 2.621 notificações de dengue e 170 casos positivados (em 2020 o número foi menor devido aos efeitos gerados pela pandemia).

Inovação

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o produto utilizado na nebulização é aplicado por um mini gerador de aerossol, acoplado a uma picape, que espalha um larvicida biológico em direção aos imóveis. O produto é o VectoBac WG, que utiliza apenas cepas do Bacillus Thuringiensis Israelensis (BTI), recomendado inclusive pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Programa Nacional de Controle da Dengue.

A pulverização atinge criadouros de difícil acesso e casas fechadas ou abandonadas, sendo eficaz no local da aplicação. O produto mata o mosquito da dengue em até 24 horas.

A avaliação de densidade larvária, que é feita pelas equipes da Prefeitura, que coletam nos imóveis e pela cidade amostras da larva, quatro vezes por ano, foi maior do que o índice 4.0, na maioria das amostragens em 2019, o que eleva o risco dos munícipes contraírem a doença, já que o satisfatório seria até 1. Isso se explica, conforme ressaltou Tadeu Pacheco, supervisor de Controle de Vetores e Zoonoses da Prefeitura, ao acúmulo de água.

Quem tiver denúncias sobre acúmulo de água ou casos de dengue, devem ligar para a Prefeitura no 4651-1761 em dias úteis, das 8 às 17h, ou enviar e-mail aos finais de semana para [email protected]

Error: Embedded data could not be displayed.

VEJA TAMBEM...

- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Mais lidas

- PUBLICIDADE -