PUBLICIDADE

Prefeitura irá atender 360 famílias que tenham somente pai ou mãe

Foto: Divulgação/PMA
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Programa Prospera Família entra em vigor em Arujá

A Prefeitura de Arujá, em parceria com o Governo do Estado, irá atender pelo programa “Prospera Família” a 360 famílias da cidade, que sejam monoparentais, ou seja, que tenham somente um pai ou uma mãe provendo todas as necessidades dos filhos, e que estejam em condições de extrema vulnerabilidade.

O prefeito Luis Camargo (PSD) esteve reunido na quinta-feira (13) em seu gabinete com as diretoras técnicas Patricia Cesare dos Santos Oliveira (da Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social – Drads Grande São Paulo Leste Mogi das Cruzes) e Viviane Fátima de Lima Teixeira (do Núcleo de Apoio e Supervisão (Nuasu) da Drads), além da secretária municipal de Assistência Social, Marina Bernardo da Costa Antonio, e da secretária adjunta da pasta Juliana de Souza Daniel, para tratar do assunto. A secretaria Marina e a adjunta Juliana acompanharam todos os detalhes do programa.

“Dentre os 645 municípios, apenas 23 foram contemplados com o programa e Arujá foi um deles, graças à atuação eficiente da Secretaria Municipal de Assistência Social e aos trabalhos que estamos desenvolvendo. O ‘Prospera família’ é muito interessante, na medida em que ele não só dá o ‘peixe’; mas também ensina a pescar”, comparou o prefeito.

O programa, que faz parte de uma das iniciativas da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado, incentiva a inclusão produtiva de famílias monoparentais, promovendo a geração de renda, autonomia e mobilidade social, por meio do acesso ao mercado de trabalho. O Prospera família oferece, além de renda, mentoria, qualificação e acompanhamento a lares em situação de extrema vulnerabilidade e com dependentes na primeira infância, durante o período de um ano.

Em Arujá, ele deverá ter início entre julho e agosto, atendendo a famílias cadastradas no CadÚnico, onde após análise dos critérios de encaixe no programa, estas receberão uma transferência de renda mensal (valores a serem definidos) e ainda orientações para desenvolvimento profissional e acolhimento por um grupo de profissionais do município (psicólogos e assistentes sociais).

“O objetivo é que, ao final de um ano, essas famílias que receberão o apoio financeiro, consigam a emancipação social, que é uma atividade que lhes permita iniciar seu próprio negócio e conquistar a sua autonomia”, detalhou o prefeito.

A Assistência Social se baseará na análise das famílias cadastradas no CadÚnico, mas fará ainda uma busca ativa de mais pessoas nessas condições, para que o programa possa beneficiá-las.

Programa Estadual Prospera Família

O Município de Arujá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, aderiu ao Programa Estadual Prospera Família. O Programa é voltado à famílias monoparentais, isto é, aquelas que são chefiadas por um indivíduo sem cônjuge ou companheiro (a), tais como situações de viuvez, divórcio, simples opção ou abandono que tenham filhos no mesmo lar. De acordo com critérios determinados pelo Governo do Estado, o Programa beneficiará 360 (trezentos e sessenta) famílias.

OBJETIVO:

É um programa de formação para desenvolver as potencialidades e habilidades dos (as) responsáveis familiares para geração de renda e bem-estar da sua família.

QUEM PODE PARTICIPAR?

Responsáveis de famílias:

  • Com apenas um dos pais ou responsáveis presentes (Ex: mãe ou pai solteiro, viúva(o), avó/tia/irmão responsáveis pela família e outros) com pelo menos um filho ou dependente de 0 a 6 anos;
  • Com renda familiar de até R$89,00 por pessoa;

É OBRIGATÓRIO ESTAR INSCRITO NO CADASTRO ÚNICO PARA PARTICIPAR?

Sim, por se tratar de um programa da Assistência Social, é necessário estar inscrito no Cadastro Único como responsável familiar (RF).

Caso a família não esteja e queira concorrer a uma vaga e ainda não esteja no CadÚnico, pode fazer a inscrição – demonstração de interesse, desde que cumpra todos os critérios para participar (ver acima) e esteja inscrito no Cad ao final do período de inscrição.

COMO SE CANDIDATAR À UMA VAGA?

A família deverá acessar o site do Programa disponibilizado pelo do Governo do Estado de São Paulo e preencher o formulário de inscrição. O prazo para se inscrever é do dia 18 de abril ao dia 04 de junho de 2021.

Link: abre.ai/prospera-familia

A SELEÇÃO DAS FAMÍLIAS:

Após a realização das inscrições das famílias que atendam aos critérios definidos pelo Programa, o governo estadual realizará um sorteio dentro desse grupo de candidatos (as) que atenderem ao perfil. Em seguida, encaminhará a listagem dos beneficiados para o Município desenvolver as ações e os projetos com as famílias.

MAIORES INFORMAÇÕES:

Maiores informações poderão ser obtidas na Secretaria Municipal de Assistência Social, nos CRAS de referência do Município e no site da Secretaria Estadual de Assistência Social do Estado de São Paulo www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br conforme abaixo:

  • CRAS Barreto: 4651-2355 | 4651-4782;
  • CRAS Centro: 4655-2898 | 4653-4544;
  • CRAS Cerejeiras: 4655-5623;
  • Secretaria de Assistência Social: 4655-0436
Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE