PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Presidente da ACE de Arujá diz que isolamento social é necessário

Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Muitos comerciantes reclamam por não poderem abrir seus estabelecimentos.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Arujá, João Romão, afirmou que concorda com as autoridades sanitárias que entendem que o isolamento social é a melhor maneira de combater a proliferação do novo coronavírus. “É um período de sacrifício”, afirma, ao citar o prejuízo de comerciantes que não podem abrir as portas.

A ACE Arujá iria encerrar as atividades em janeiro, mas conseguiu se reorganizar. Romão foi reeleito presidente e previa, a partir de maio, uma série de ações para fortalecer o comércio em Arujá. A pandemia do coronavírus, entretanto, foi um duro golpe.

No mês passado, a ACE Arujá solicitou permissão para reabrir os comércios, mas foi impedida pela Justiça. De acordo com Romão, muitos comerciantes pediram que a associação tentasse fazer algo, porque estavam preocupados com o prejuízo. “Quem tem gordura, pode queimar agora. Quem não tem está no desespero”, avalia. 

Nesta segunda-feira (6), o governador João Doria prorrogou a quarentena, com proibição de abertura dos comércios não essenciais, até 22 de abril. 

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE