PUBLICIDADE

Presidente da Câmara de Arujá cobra reabertura do comércio

Foto: Imprensa/CMA
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Vereador diz que “dói ver pessoas terem que trabalhar escondidos, como se fossem meliantes”

O presidente da Câmara de Arujá, Gabriel dos Santos (PSD), fez duro discurso contra a quarentena imposta pelo governador João Doria (PSDB) e pelo prefeito José Luiz Monteiro (MDB). Em sessão na noite desta segunda-feira (18), ele pediu a reabertura dos comércios.

Segundo Gabriel, é injusta a proibição de abertura dos comércios não essenciais. “Dói ver pessoas terem que trabalhar escondidas, como se fossem meliantes. Dói ver supermercados lotados, mas os pequenos fechados”, disse. Ele disse que os comerciantes que vendem tecidos poderiam ajudar na confecção de máscaras.

Vários vereadores insistiram, em seus discursos, que a quarentena tem quebrado os comerciantes arujaenses.

A quarentena está mantida até o final de maio, mas especialistas apontam que a medida deve ser renovada na região metropolitana de São Paulo, o que inclui Arujá. A cidade teve 13 mortes pela doença desde o início da pandemia.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE