PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Presídios paulistas vão produzir 50 mil máscaras por dia

SAP/Divulgação

PUBLICIDADE

Máscaras serão enviadas para as unidades de saúde.

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta quinta-feira (2), a ampliação da capacidade de confecção de máscaras de proteção contra o coronavírus nas unidades prisionais de São Paulo. A meta é chegar a uma produção diária superior a 50 mil máscaras, que serão utilizadas por servidores que atuam no combate à pandemia nas áreas da Saúde e Segurança, além de funcionários da Secretaria de Administração Penitenciária.

A confecção das máscaras de proteção descartáveis, para uso em procedimentos não-cirúrgicos, já está em andamento nas três unidades prisionais de Tremembé. A partir dessa sexta-feira (3), a produção será iniciada também em presídios das cidades de Araraquara, Itaí, Tupi Paulista e Andradina.

Com a ampliação, a meta é que as oficinas dos sete presídios, de penitenciárias masculinas e femininas, confeccionem até 53 mil unidades por dia, quando atingirem a capacidade máxima. A expectativa inicial era de produção diária de cerca de 30 mil máscaras.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE