PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

São Paulo prorroga fase emergencial do Plano São Paulo até 11 de abril

Prefeitura de Arujá
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Proibição de jogos, missas e atendimento presencial de não essenciais vai continuar

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), anunciou a prorrogação da fase emergencial do Plano São Paulo até 11 de abril, que para especialistas equivale a um lockdown, com proibição de atendimento presencial de serviços não essenciais, jogos, celebrações religiosas, além da implantação do toque de recolher das 20h às 8h.

A fase emergencial vale em todos os municípios paulistas, o que inclui Arujá.

O Estado registra mais de 70 mil vítimas fatais pelo coronavírus. A ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) supera 90% na Grande São Paulo, sendo que há registro de mortes de pessoas que não conseguiram vagas pela demora na transferência.

A extensão da prorrogação se deve “à insistência do crescimento da pandemia”, comentou Garcia. As medidas restritivas vão impactar o feriado da Páscoa, que será celebrado em 4 de abril.

O coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, Paulo Menezes, comentou que nas últimas duas semanas a média de novas internações caiu de 2,9% para 2,2% por dia. Ou seja, a pandemia não parou de crescer. “Temos ainda situação de aumento progressivo de casos, internações e perdas de vidas”, explicou.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE