PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SP investiga outras quatro mortes no Hospital Albert Einstein

Reprodução/TV Globo

PUBLICIDADE

Estado registra uma morte; há cerca de 30 casos graves de coronavírus.

O Comitê de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo informou que quatro mortes no Hospital Albert Einstein, na capital paulista, estão sob investigação por suspeita de coronavírus. Um idoso, de 62 anos, teve óbito confirmado pela doença na manhã desta terça-feira, 17. A Secretaria de Estado da Saúde estima 30 casos graves de coronavírus no território paulista.

Até o início desta tarde, há 162 casos confirmados de coronavírus no Estado, sendo 154 na cidade de São Paulo. De acordo com a Prefeitura de Arujá, há seis casos suspeitos na cidade. De acordo com o infectologista David Uip, responsável pelo comitê, muitos hospitais particulares ainda não notificaram os casos de coronavírus. Apesar disso, a constatação é que os serviços privados receberam o maior número de infectados nestes primeiros dias.

“Neste primeiro momento [o coronavírus] impactou os serviços privados, mas é questão de dias e horas para impactar o público”, afirmou Uip. O especialista considera que, neste momento, os 1,4 mil novos leitos de UTI no Estado de São Paulo devem ser suficientes para atender os pacientes graves.

Em relação aos pacientes graves, os estudos indicam que o quadro respiratório piora entre três e oito dias. O idoso que teve a morte confirmada teve os primeiros sintomas no dia 10 de março, foi internado no Albert Einstein no dia 14 e o quadro evoluiu para óbito ontem. O hospital notificou o Governo do Estado na manhã desta terça-feira.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE