26.5 C
Arujá
sexta-feira, abril 23, 2021
Início Política Arujá receberá programa Prospera Família para fomentar renda a famílias carentes
- PUBLICIDADE -

Arujá receberá programa Prospera Família para fomentar renda a famílias carentes

- PUBLICIDADE -

Estado oferece acompanhamento a pessoas em extrema pobreza e com dependentes na primeira infância

O governador João Doria (PSDB) lançou nesta quarta-feira (3) o programa Prospera Família, da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado, que promove a geração de renda, autonomia e mobilidade social por meio do acesso ao mercado de trabalho e inclusão. A iniciativa recebeu investimento de mais de R$ 63 milhões e beneficiará 12 mil famílias em 23 municípios do Estado, entre os quais, Arujá.

“A vantagem deste programa é que ele prioriza a família como um todo, dá a oportunidade de todos participarem e usufruírem do aperfeiçoamento e do resultado dos seus trabalhos. Mais do que apenas assistência social e financeira, oferece a capacitação para a atividade empreendedora”, afirmou o governador.

O programa tem como público-alvo famílias monoparentais, com crianças de 0 a 6 anos, em situação de extrema pobreza, (ou seja, que sobrevivem mensalmente com até R$ 89 por pessoa) e estejam devidamente cadastradas no CadÚnico, preferencialmente atendidas por programas e serviços destinados à primeira infância.

“Direcionamos nosso olhar para chefes de famílias com múltiplas vulnerabilidades sociais e que desempenham papéis duplos na criação dos seus filhos. Com isso, buscamos gerar oportunidades para que essas famílias se desenvolvam e conquistem autonomia e sustentabilidade financeira”, explica a secretária de Desenvolvimento Social do Estado, Célia Parnes.

Inclusão produtiva

Elaborado com base na bem-sucedida metodologia do Prospera Jovem, que já impulsionou a mobilidade social de 400 estudantes do Vale do Ribeira, o Prospera Família visa a inclusão produtiva, estimulando a geração de renda por meio do acesso ao trabalho, empreendedorismo e oportunidades de ofício atrelado a um plano de futuro que combina aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras; além do incentivo à bancarização e à cultura de poupança, com a transferência de recursos.

Ao todo, participarão 23 municípios de regiões com maior concentração de pessoas em vulnerabilidade social. São eles: Miracatu, Iguape, Capão Bonito, Francisco Morato, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Pirapora do Bom Jesus, Juquitiba, Cajamar, Itanhaém, Guararema, Bertioga, Biritiba-Mirim, Teodoro Sampaio, Peruíbe, Mongaguá, Embu das Artes, Itararé, Poá, Registro, Arujá, Itaquaquecetuba e Carapicuíba.

VEJA TAMBEM...

Siga o Arujá Reporter

12,894FãsCurtir
48SeguidoresSeguir
35InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Mais lidas

- PUBLICIDADE -