PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Bolsonaro zera imposto para remédio milionário que pode beneficiar guarulhense

Foto: Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Pais de Luiz Otávio buscam arrecadar R$ 9 milhões em campanha para curar o filho que sofre com atrofia muscular espinhal

O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (11), por meio de redes sociais, que medicamento para atrofia muscular espinhal terá a alíquota do Imposto de Importação zerada. A medida beneficia pessoas que buscam o tratamento de filhos que sofram com a doença, como Luiz Cesar Pacheco de Oliveira e Gabriela Amabila Siqueira Pacheco, pais de Luiz Otávio, que vivem em Guarulhos.

Luiz Otávio tem um ano e dois meses. O medicamento que pode curar a doença custa R$ 9 milhões e precisa ser administrado no menino antes que ele complete dois anos. Sem condições de pagar a quantia, eles têm feito uma campanha de solidariedade, que já teve a participação do craque Neymar. Por enquanto, eles conseguiram R$ 675 mil.

“O governo zera Imposto de Importação de medicamento para Atrofia Muscular Espinhal, que paralisa até o corpo todo. A medida beneficia crianças de até 2 anos portadoras da doença. A desoneração do medicamento, um dos mais caros do mundo, trará nova esperança às crianças portadoras”, diz a mensagem postada pelo presidente no Twitter.

Seundo o Ministério da Saúde, a atrofia muscular espinhal (AME) é uma doença rara, degenerativa, passada de pais para filhos e que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores, responsáveis pelos gestos voluntários vitais simples do corpo, como respirar, engolir e se mover.

Varia do tipo 0 (antes do nascimento) ao 4 (segunda ou terceira década de vida), dependendo do grau de comprometimento dos músculos e da idade em que surgem os primeiros sintomas. 

(Com informações da Agência Brasil)

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE