26.5 C
Arujá
quarta-feira, novembro 25, 2020
Error: Embedded data could not be displayed.
Início Política Camargo promete rever contratos e modernizar gestão em Arujá
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Camargo promete rever contratos e modernizar gestão em Arujá

- PUBLICIDADE -

Candidato do PSD apresentou suas propostas ao Arujá Repórter

A revisão de todos os contratos públicos é a primeira decisão que será tomada pelo candidato à Prefeitura de Arujá, Luis Camargo (PSD), caso ele assuma a gestão municipal a partir de 1º de janeiro de 2021. Após realizar uma auditoria, o prefeiturável defende a modernização da cidade.

Para Camargo, é possível implantar o prontuário eletrônico nos postos de saúde, criar um Centro Multicultural e promover o desenvolvimento da cidade nos próximos quatro anos. Na opinião dele, o município pode atrair investidores, inclusive para a construção de um shopping center.

Confira, abaixo, a entrevista do candidato ao Arujá Repórter.

Arujá Repórter – Qual é o principal desafio de sua gestão, caso seja eleito?

Luis Camargo: Para enfrentarmos o principal desafio, de início, teremos que rever todos os contratos firmados, as licitações em andamento e as que precisarão ser feitas, readequando nossas despesas com o orçamento disponível que, naturalmente, sofreu variações devido à pandemia por covid-19.

Vamos fazer uma auditoria eficiente, para que possamos colocar a casa em ordem o mais rápido possível, de modo a dar início às nossas propostas de governo. Arujá foi abandonada durante muitos anos e os estragos foram grandes.

Arujá Repórter – O Governo Federal enviou recursos para construção do Hospital Municipal de Arujá. O senhor pretende inaugurar o equipamento em qual ano e quais suas propostas para saúde?

Luis Camargo: É difícil precisarmos uma data exata, mas está tudo muito urgente. Há um procedimento de praxe para a construção, como licitação para escolha da empresa que irá erguer o prédio, contratação da mão de obra, aquisição de equipamentos, plano para operacionalização da unidade, escolha da empresa que irá gerir o Hospital Municipal ou abertura de concurso público para contratação de médicos e equipe de enfermagem, entre outros profissionais da saúde. De todo modo, nossa expectativa é construir e inaugurar esse hospital o mais rápido possível. Dentre os nossos projetos, está a criação do Sistema Integrado de Saúde de Arujá (SISA), com prontuário eletrônico integrado dos pacientes, implantação da UTI Neonatal, Ônibus da Saúde e Centro de Saúde da Mulher.

Arujá Repórter – Até o ano passado, Arujá tinha mais de 600 crianças na fila por creche. O número pode aumentar após a pandemia. Como resolver esse problema?

Luis Camargo: Pois é. Há candidatos, nessas eleições, que prometem acabar com a fila da creche etc… Precisamos construir e transformar mais creches em período integral e ir zerando essa fila enorme, por meio de planejamento estratégico e logística. Nossa ideia é fazer um levantamento preciso, avaliar as necessidades dos pais e adotar medidas para que nenhum pai ou mãe precise deixar de trabalhar por não ter vaga para o filho na creche. Estabelecer convênios com entidades sociais e organizações não governamentais, para administrar essas creches é uma possibilidade que iremos estudar, pois em outras cidades como Mogi das Cruzes foi uma alternativa que deu certo.

Arujá Repórter – Os moradores da cidade reclamam dos problemas na iluminação pública. O que o candidato planeja para essa área?

Luis Camargo: Fazer um mapeamento dos pontos críticos logo no início, convocar a Elektro para saber quais as principais dificuldades que impedem com que seja oferecido um serviço de qualidade, avaliar também como vinha sendo aplicado o dinheiro da Contribuição da Iluminação Pública (CIP) e, claro, resolver os problemas, substituindo as lâmpadas queimadas, consertando a fiação solta, que é outro grande problema em Arujá, fazendo a manutenção adequada e procurando tornar a iluminação pública mais econômica e eficiente.

Arujá Repórter – Por causa da pandemia, Arujá conseguiu montar “bolhas” para receber competições oficiais de Basquete e Handebol. O que o senhor pretende investir no esporte?

Luis Camargo: Queremos nos reunir com os atletas, clubes ou associações e seus representantes de todas as modalidades esportivas, inclusive a Liga de Futebol, para estudar o que eles precisam e quais as sugestões para que não deixemos o esporte mais prejudicado ainda, após esse período crítico. Modernização dos campos de futebol com gramado sintético e espaços esportivos da cidade, implantação de Polos Esportivos com Bolsa e Programa de Incentivo aos esportistas que levam o nome de Arujá para fora da cidade estão entre os nossos planos de governo.

Arujá Repórter – É comum escutar arujaenses que reclamam de a cidade não ter shopping ou mais opções de lazer. Como garantir opções de lazer para os moradores, sem que eles precisem ir para outras cidades?

Luis Camargo: Queremos criar um Centro Multicultural, um calendário anual de eventos, fazer a divulgação e modernização do Polo Gastronômico da cidade, promover a Rua de Lazer, com Programa de Apoio e Incentivo aos Artistas da Cidade, além, é claro, de aproveitar o potencial dos nossos parques, com trilhas, caminhadas, construção de ciclovias e pump tracks (pistas para bikes) na cidade. Com o desenvolvimento de Arujá, como um todo, acredito que empresários se interessem em investir no município e, possivelmente, poderemos ter em breve até um shopping center.

Arujá Repórter – Mais de mil arujaenses perderam os empregos durante a pandemia do novo coronavírus. Como fomentar a criação de novos postos de trabalho no município?

Luis Camargo: Teremos o Polo do Empreendedor, com criação do Polo Digital para fomento das startups, que podem gerar empregos na cidade, além do Banco Digital de Empregos. Queremos  ainda um Centro de Capacitação Técnica para cursos técnicos e a faculdade do trabalhador, em parceria com o Ciesp, Sesi, Senac e Senai, pois pretendemos estabelecer parcerias com essas entidades em benefício dos arujaenses, já que constatamos que uma das grandes dificuldades para a contratação da mão de obra no nosso município é a falta de especialização técnica. Também chamaremos os empresários para abrirmos um canal de comunicação efetivo com eles visando a contratação de mão de obra local. Outras iniciativas serão incentivo fiscal para empresas que contratarem pessoas da cidade e implantação do projeto Via Rápida, para desburocratizar a abertura de empresas.

Arujá Repórter– Arujá é conhecida como Cidade-Natureza. O que o senhor(a) planeja executar na área ambiental?

Luis Camargo: No nosso Plano de Governo Participativo (PGP) incluímos a preservação de mais trilhas e caminhadas, abertura ao público do Parque Ecológico do bairro São Bento e Jardim Fazenda Rincão, porque um não tem sequer um banco para a população sentar, além de uma placa que está lá há mais de dez anos, e outro também não tem absolutamente nada, a não ser uma parte desmatada para a construção da Secretaria do Meio Ambiente, o que é uma ironia e uma contradição. A verdade é que o título de Cidade Natureza ficou abandonado ao longo dos anos e pretendemos resgatá-lo, criando também o serviço de Cata-Bagulho e Cata-Entulho e um Ecoponto para descarte seletivo de móveis e eletrodomésticos nos bairros.

Arujá Repórter – A Operação Soldi Sporchi revelou grande influência de traficantes famosos em Arujá. Como melhorar a sensação de segurança na cidade?

Luis Camargo: Primeiramente, por meio de uma política do bem, honesta, transparente, séria e sem demagogia, que invista de fato na segurança pública, equipando a Guarda Municipal, implementando um policiamento mais dinâmico e ágil como o patrulhamento com motos, auxiliando a Polícia Militar a ter a Atividade Delegada e melhorando o alcance e o próprio sistema de monitoramento existente, pois esse que foi inaugurado não passa de uma mentira, de uma iniciativa com fins eleitoreiros, pois ele não tem, sequer, uma câmera integrada com as residências nos bairros, nos moldes do que a gente chama de Vizinhança Solidária. Enfim, queremos implantar uma segurança pública de verdade.

Arujá Repórter – Qual é a sua mensagem final para os arujaenses antes da eleição?

Luis Camargo: Meus amigos e amigas de Arujá, nos últimos dias tenho sido alvo de ataques e fake news, plantadas pelos meus adversários, que querem me ligar, a todo custo, com escândalos e a velha política da cidade. Sou ficha limpa, minha candidatura foi deferida sem nenhum tipo de problema, tanto que na ocasião fiz questão de fazer um vídeo, já prevendo esse tipo de acusação infundada, mostrando todas as certidões que tirei, nas esferas estadual e federal, para que vissem que não devo nada à justiça e que meu passado e presente são livres de qualquer mácula. Tenho tido, por outro lado, muito apoio dos arujaenses, a quem gostaria de agradecer de antemão e isso tem me custado uma série de ataques da oposição. Nossa candidatura não é de esquerda ou direita. Nosso partido é Arujá e nosso objetivo é mudar a história da cidade e fazê-la se tornar conhecida como um lugar onde vale a pena viver. Até dia 15, meus amigos.

Error: Embedded data could not be displayed.

VEJA TAMBEM...

- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Mais lidas

Ex-secretário faz depoimento bombástico contra gestões Zé Luiz e Abel Larini

Ricardo Moscovich aponta irregularidades em contratos da Prefeitura A CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Câmara de Arujá que...

Saiba quem são os nove candidatos à Prefeitura de Arujá

Crise política faz cidade bater recorde de prefeituráveis em uma eleição O xadrez eleitoral está formado em Arujá. Foram...

Câmara de Arujá sugere fim da Festa das Nações em 2020

Prefeitura tiraria dinheiro do evento para financiar famílias carentes de Arujá. Em reunião com o prefeito José Luiz Monteiro...

Novo Hospital de Arujá deve ficar pronto em 2022

Prefeitura e Caixa Econômica Federal assinaram o contrato nesta sexta-feira O prefeito de Arujá, José Luiz Monteiro (MDB), assinou...

Vereadores de Arujá descartam reduzir salários durante a pandemia

Medida foi adotada em outros legislativos do Estado A Câmara de Arujá não realizou redução nos subsídios de vereadores...
- PUBLICIDADE -