PUBLICIDADE

Condemat solicita ao Estado recuo na intenção de implantar pedágio na Mogi-Dutra

Foto: Reprodução/TV Diário
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Gestão Doria lançou edital de concessão da rodovia por 30 anos

O Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) se posicionou nesta semana contra a implantação de praça de pedágio na Rodovia Mogi-Dutra (SP 88), conforme consta no edital de licitação de concessão internacional por 30 anos pela DER (Departamento de Estradas de Rodagem), da gestão do governador João Doria (PSDB).

O Conselho de Prefeitos se reuniu para declarar o apoio unânime à causa em carta aberta endereçada ao Governo do Estado e Artesp, expondo os inúmeros prejuízos que a implantação do dispositivo deve acarretar à região.

De acordo com o consórcio, a medida pode inviabilizar o desenvolvimento de atividades produtivas essenciais para a economia da região, como a agricultura e indústria, além de prejudicar os milhares de estudantes e trabalhadores que se deslocam pela via, assim como os moradores dos condomínios residenciais e bairros localizados no eixo norte, onde também se localiza a maior reserva de área industrial da Grande São Paulo.

Os prefeitos do Alto Tietê consideram, ainda, que a implantação de um pedágio na rodovia vai encarecer o preço dos produtos e serviços escoados da região para toda a Grande São Paulo, uma vez que o valor do frete passará a ser maior.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE