26.5 C
Arujá
segunda-feira, junho 14, 2021
InícioSaúdeMeu filho precisa de óculos, e agora?
- PUBLICIDADE -

Meu filho precisa de óculos, e agora?

- PUBLICIDADE -

Convencer os pequenos a usarem óculos pode ser um desafio

A miopia, o astigmatismo e a hipermetropia não são problemas exclusivos dos adultos. As crianças também apresentam erros refrativos, que necessitam de correção por meio de óculos, no entanto, a aceitação do tratamento pode não ser tão simples. Mas, existem maneiras de encorajar uma criança a aderir o acessório que fará parte de seu dia a dia.

A especialista em oftalmologia pela Associação Médica Brasileira e pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Adriana Paschoal, atende crianças de todas as idades em seu consultório localizado em Arujá. A médica afirma que a aceitação da criança pelo tratamento está diretamente ligada à reação dos pais com o diagnóstico, que implica no uso das lentes.

“Se a criança percebe preocupação dos pais quando são informados da necessidade de uso de óculos, ela tende a não querer o acessório, por outro lado, quando há um encorajamento por parte da família, tudo fica mais fácil. Na consulta, o ideal é que o responsável pelo paciente saiba passar segurança e demonstre que usar lentes não é um problema”, explica.

A vivência no tratamento ocular infantil fez com que Adriana observasse alguns pontos atrativos que fazem com que a criança aceite melhor os óculos, a médica listou os principais:

  • Encorajar a criança desde a indicação do uso de óculos;
  • Listar familiares e pessoas do convívio que usam o acessório;
  • Mostrar pessoas famosas, que a criança tenha admiração, usando óculos;
  • Deixar a criança participar da escolha da armação e investir em acessórios diferenciados como estojos de personagens, por exemplo.
  • Mostrar a criança como os óculos ajudarão ela a enxergar melhor;
  • Explicar que o tratamento é necessário para corrigir a visão;
  • Solicite na ótica a colocação de prendedores nos óculos, para que a prática de esportes, ou as brincadeiras não sejam comprometidas;
  • No caso, das crianças mais novas, prefira os modelos de silicone.

“Os óculos deveriam ser tidos como algo positivo, e eles são! Já vi muita criança satisfeita, saindo feliz do consultório por enxergar melhor. Isso não tem preço. Aconselho aos pais que levem seus filhos anualmente ao oftalmologista para um melhor acompanhamento da saúde ocular”, finaliza Adriana.

VEJA TAMBEM...

Siga o Arujá Reporter

12,894FãsCurtir
48SeguidoresSeguir
35InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Mais lidas

- PUBLICIDADE -