PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Doria anuncia reforma da Estrada dos Índios, que liga Arujá a Itaquaquecetuba

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Obra vai custar R$ 6,6 milhões

O governador João Doria (PSDB) apresentou nesta segunda-feira (14), no Palácio dos Bandeirantes, a nova fase do programa Novas Estradas Vicinais, que vai beneficiar outras 140 vias com 1.531 quilômetros de melhorias e investimentos de R$ 1,08 bilhão em recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

O programa coordenado pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) já soma investimentos de R$ 2,29 bilhões e vai gerar 25 mil empregos, entre vagas diretas e indiretas. A Estrada dos Índios, que liga Arujá a Itaquaquecetuba, está entre as contempladas e vai receber R$ 6,6 milhões em investimentos.

“Teremos quase 200 municípios diretamente beneficiados e 3,1 mil quilômetros de estradas melhoradas e sinalizadas, oferecendo melhores condições de segurança para a população”, afirmou o Governador. “Só quem vive no interior sabe a importância de uma vicinal bem asfaltada e sinalizada, o que representa de fato na vida das pessoas”, acrescentou Doria. 

As estradas vicinais são importantes para o escoamento da produção agrícola e para a economia regional. Além disso, são essenciais para o deslocamento da população aos grandes centros urbanos. Nesta segunda fase, foram selecionadas estradas que passarão por recuperação funcional (recapeamento). 

Mesmo durante a pandemia, o programa Novas Estradas Vicinais terá investimentos em todas as regiões do estado. Em maio deste ano, o Governo de SP já havia lançado a primeira etapa do programa, com outras 139 vias selecionadas que somam 1.563 quilômetros e R$ 1,2 bilhão de investimentos. As obras devem começar em julho.  

Somando as duas fases, são 279 vicinais beneficiadas e 3.094 quilômetros de melhorias. A publicação do edital da nova fase está prevista para as próximas semanas e o documento estará disponível no site do DER. A partir do edital, a previsão para início das obras é de quatro meses. O prazo de conclusão varia de três a 12 meses. 

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE