PUBLICIDADE

Ministério da Saúde boicota São Paulo e reduz em 50% vacinas da Pfizer

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Decisão pode atrasar a imunização de 228 mil adolescentes paulistas

O governador João Doria (PSDB) acusou o Ministério da Saúde de reduzir pela metade o envio de vacinas da Pfizer para o Estado de São Paulo. Ele participou de coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, nesta quarta-feira (4).

O Estado deixou de receber 228 mil doses do imunizante ontem (3), que seria destinado para a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos, com comorbidades, a partir de 18 de agosto.

Doria encaminhou ofício na manhã de hoje ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, questionando a decisão e cobrando o imediato envio de doses. Caso isso não ocorra, o Estado pode não cumprir o calendário que prevê a conclusão da vacinação dos adolescentes no próximo mês.

“Governo federal já fez maldades demais”, reclamou Doria. Atualmente, apenas a vacina da Pfizer possui autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para ser aplicada em adolescentes de 12 a 17 anos.

O Instituto Butantan aguarda autorização da agência para viabilizar a imunização de crianças a partir de 3 anos até adolescentes de 17 anos.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE