26.5 C
Arujá
domingo, janeiro 17, 2021
Início Política Na contramão do Estado, Camargo é contra o retorno imediato das aulas
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Na contramão do Estado, Camargo é contra o retorno imediato das aulas

- PUBLICIDADE -

Prefeito eleito de Arujá quer esperar vacinação contra covid para tomar decisão

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), insiste que os municípios paulistas autorizem o retorno presencial das aulas, mesmo que eles estejam na fase vermelha, com proibição de funcionamento dos comércios não essenciais, restaurantes, academias e salões de beleza. Já o prefeito eleito de Arujá, Luis Camargo (PSD), vê contrassenso nesta questão e prefere esperar o andamento da pandemia.

Em coletiva de imprensa no Paço Municipal, na segunda-feira (21), Camargo ressaltou que foi identificado uma mutação do coronavírus que é até 70% mais contagiosa no Reino Unido. Ontem (23), o Brasil proibiu a chegada de voos dos países do bloco para evitar a propagação da doença.

“Não sou favorável ao retorno as aulas”, afirmou Camargo, que promete tomar uma decisão sobre este assunto no final de janeiro. Ele avalia que mesmo com rodízio entre os estudantes é impossível garantir que as crianças da rede municipal não se abracem ou conversem próximas, sem máscara, o que facilita a propagação da doença.

“As escolas federais já definiram que o retorno será em março”, justificou Camargo. No Estado, um terço dos municípios tiveram aulas presenciais desde setembro. Em Arujá, os estudantes estão no ensino virtual desde março por causa da pandemia.

O prefeito eleito avalia que a situação deva melhorar após o início da campanha de vacinação contra o coronavírus, prevista para ter início no dia 25 de janeiro, pelo Governo do Estado.

Error: Embedded data could not be displayed.

VEJA TAMBEM...

- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Mais lidas

- PUBLICIDADE -