PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Padre da Matriz de Arujá discorda de “canetada” de ministro do STF

Foto: Reprodução/Facebook/Paróquia Senhor Bom Jesus de Arujá
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Paróquia Senhor Bom Jesus de Arujá segue sem missas com participação presencial dos fiéis

Apesar da liberação na noite de ontem (3), das missas presenciais em todo o país, por decisão do ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), o padre Benedito Donizetti explicou que as celebrações seguem apenas virtualmente na Paróquia Senhor Bom Jesus de Arujá, no Centro.

Na missa transmitida pelas redes sociais, neste Domingo de Páscoa (4), o administrador paroquial defendeu que a Prefeitura que deve recomendar o melhor momento de voltar a receber os fiéis, com segurança. “O ministro nem sabe onde fica Arujá. Deu canetada.”

Entre segunda e quinta-feira desta semana, Arujá registrou 23 mortes por covid-19. O PAM Barreto e o PA Central estão com lotação máxima.

Padre Benedito disse que a pandemia é uma tragédia por falhas humanas. Ele aconselhou os fiéis a vivenciarem a experiência da Páscoa como uma direção a buscar as coisas. De Deus. “Precisamos no momento que vivemos, no Brasil, no Estado e na cidade de Arujá, das coisas do alto. As coisas só da Terra não estão sendo suficientes”, disse.

O sacerdote desejou feliz Páscoa a todos os fiéis. A matriz de Arujá liberou os fiéis a receberem a eucaristia fora da missa.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE