26.5 C
Arujá
domingo, maio 16, 2021
InícioPolíticaParaíba Car acusa Cris do Barreto de receber propina; vereadora aciona a...
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.
- PUBLICIDADE - Error: Embedded data could not be displayed.

Paraíba Car acusa Cris do Barreto de receber propina; vereadora aciona a Justiça

- PUBLICIDADE -

Câmara de Arujá está em recesso parlamentar, mas bastidores estão fervendo

A crise política que envolve a Câmara de Arujá chegou a um novo patamar. Em live no Facebook, nesta quinta-feira (9), sem apresentar provas, o vereador Paraíba Car (Republicanos) acusou a vereadora Cris do Barreto (PSD) de ter recebido R$ 90 mil em propina em dezembro para votar na eleição da presidência do Legislativo, sendo R$ 30 mil de Reynaldinho (PTB) e R$ 60 mil de Gabriel dos Santos (PSD). A parlamentar avisou que irá acionar judicialmente o rival.

Paraíba e Cris tiveram forte discussão na sessão ordinária de 29 de junho, com utilização de palavras de baixo calão. O vereador chamou os demais pares de “ordinários”, enquanto a parlamentar xingou Paraíba de “bêbado”. O pano de fundo da briga foi que Gabriel retirou Paraíba da relatoria do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021, com a justificativa que ele não teria cumprido os prazos regimentais. Foi registrado até boletim de ocorrência pela Câmara, na Delegacia de Arujá, contra o parlamentar.

Na live, Paraíba acusou Gabriel de ter comprado votos para ser eleito presidente e disse que três comissionados da presidência seriam o “pagamento” para vereadores que votaram nele, sem citar quais parlamentares teriam sido beneficiados pelas indicações. Ele disse ainda que em toda eleição para a presidência da Câmara – que é anual – acontece pagamento de propina.

Cris informou que já acionou oficialmente o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Arujá e que também tomará as providências cabíveis no âmbito judicial. Reynaldinho, por sua vez, preferiu não se pronunciar.

Gabriel, que é o atual presidente do Legislativo de Arujá, disse que houve lisura do processo que resultou em sua vitória nas eleições realizadas em 2019 para eleger a Mesa Diretora da Casa. Em nota, ele explicou que, pela primeira vez na história, houve segundo turno no pleito sendo que na primeira etapa de votação, Reynaldinho obteve sete votos e ele (Gabriel), quatro. “Foi dele (Gabriel) a iniciativa de, após profunda análise do Regimento Interno, requerer a realização de segundo turno. Na segunda etapa conseguiu reverter os votos e vencer as eleições por oito a seis”, informou a Câmara.

VEJA TAMBEM...

Siga o Arujá Reporter

12,894FãsCurtir
48SeguidoresSeguir
35InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Mais lidas

- PUBLICIDADE -