PUBLICIDADE

Reforma da Padre Geraldo Montibeller está atrasada

Foto: Wellington Alves
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Obra em escola com graves problemas estruturais deveria ter sido concluída em maio

As mães de alunos da Escola Municipal Padre Geraldo Montibeller, no Mirante, seguem preocupadas com os problemas estruturais do local. A Prefeitura contratou a empresa Nova Real por R$ 400 mil para executar uma reforma em três meses, que seria concluída em maio, mas os trabalhos estão atrasados.

Em audiência pública, na quarta-feira (27), na Câmara Municipal, o secretário municipal adjunto de Educação, David Mendes, disse que a escola talvez esteja pronta em agosto, quando as aulas presenciais devem ser retomadas. “Fui lá duas vezes e estava só com dois funcionários (trabalhando)”, reconheceu.

Em fevereiro, o Arujá Repórter conversou com mães que estavam indignadas com o retorno às aulas de seus filhos em uma escola com graves problemas. A entrada e saída de alunos era por uma passagem pequena, que ficava cheia de barro quando chovia. As paredes e teto estavam com infiltrações. O banheiro tinha uma espécie de tambor de água, perigoso para as crianças pequenas. Havia locais com o teto quebrado. A escola tinha diversos pontos de vazamento de água, inclusive na escada que dá acesso ao refeitório.

Já a Escola Municipal Hermínia Araki, no Parque Rodrigo Barreto, apesar das obras atrasadas, deve ter a reforma concluída em junho.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE