PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Festas de Natal e Ano Novo não devem ter mais de 10 pessoas

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Orientação é do coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus

Diante do risco de uma segunda onda da covid-19, o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, José Medina, explicou que não é possível aglomerar mais de 10 pessoas por evento neste momento, principalmente quando se envolve pessoas dos grupos de risco. Essa é uma das razões de os especialistas insistirem para que se evitem festas, principalmente no Natal e Ano-Novo.

Em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (26), Medina explicou que os jovens sofrem pouco os efeitos da covid-19, mas são transmissores potenciais para as pessoas mais velhas. Ele considera que é preciso conscientizar a população a evitar grandes aglomerações. “É muito difícil imaginar forma policial de conter esse movimento”, avaliou.

O governador João Doria (PSDB) insistiu que o melhor caminho é que as pessoas se mantenham em casa, principalmente nas festas de final de ano.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE