PUBLICIDADE

Município cria serviço para tratamento de síndromes pós-covid-19

Foto: Imprensa/CMA
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Prefeitura prestou contas em audiência pública na Câmara Municipal

Arujá é uma das primeiras cidades da região a tratar pacientes com síndromes pós-covid-19. Cinco pessoas já foram atendidas pelo serviço que prevê apoio multidisciplinar ao paciente, incluindo, por exemplo, sessões de fisioterapia respiratória.

A informação foi dada pelo secretário municipal de Saúde, Leonardo Santos dos Reis, durante abertura da audiência de prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde realizada no dia 28 de maio na Câmara de Arujá.

“É um avanço para nossa cidade”, afirmou. Ele também fez um balanço da atuação do município no enfrentamento à pandemia ressaltando a disposição da Prefeitura em “implementar ações mais restritivas” devido ao aumento do número de internações.

Leonardo informou ainda que cidade recebeu 30 mil doses de vacina, sendo que 27,5 mil foram aplicadas. “Atingimos uma média de 450 aplicações/dia” detalhou.

Em relação aos leitos, o gestor afirmou que há 46 leitos expansíveis disponíveis e até aquela data havia 90% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 85% de leitos respiratórios. “Estamos recebendo apoio do Condemat e também do Hospital das Clínicas de Suzano, para onde transferimos os pacientes, evitando mais sofrimento”.

Transporte

Após resolver “imbróglio jurídico” que preferiu não detalhar, o secretário disse ter conseguido liberar mais três veículos para transporte ambulatorial. Pelo menos 120 pacientes/dia utilizam os 33 carros da Secretaria de Saúde para buscarem atendimento em outras cidades.

Hospital

Rebatendo críticas feitas, segundo ele, por meio das redes sociais, o gestor da pasta defendeu a licitação para contratação de empresa que ficará responsável pela elaboração do projeto executivo do Hospital Municipal. “É uma obra complexa, que exige técnica, não apenas avaliação de preço”, explicou. A Prefeitura deverá receber cerca de R$ 7 milhões para a primeira etapa de obras, conforme previsão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2022.  

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE