PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Página clonada da Câmara de Arujá promove campanha falsa pedindo doações

Foto: Reprodução
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Caso é investigado pela Polícia Civil

Uma campanha falsa de arrecadação de recursos para o “tratamento de pacientes com Covid-19” está sendo promovida na plataforma Facebook através de uma fanpage que utiliza indevidamente o nome e imagem da Câmara Municipal de Arujá. O caso é apurado em inquérito da Polícia Civil.

Em nota, a Câmara Municipal de Arujá informou que não solicita informações pessoais ou pagamentos aos munícipes. O Legislativo diz que a página é falsa.

“Trata-se de mais um ataque covarde, que claramente visa prejudicar as pessoas explorando sua solidariedade em meio a uma crise sanitária e social sem precedentes”, lamentou o presidente da Casa de Leis, Gabriel dos Santos (PSD), que acrescentou já ter tomado todas as medidas cabíveis para identificação de responsabilização dos culpados.

Segundo o Departamento de Crimes Cibernéticos, da Polícia Civil de São Paulo, já há um inquérito em andamento para identificação dos administradores das páginas falsas.

Páginas clonadas

As mídias sociais da Câmara Municipal de Arujá estão sob ataque. Uma falsa fanpage foi criada no Facebook em 1º de fevereiro, conta com 35 seguidores, e um perfil igualmente fraudulento foi registrado no Instagram como @cmaaruja – que já conta 536 seguidores. Há indícios de ação coordenada e criminosa, uma vez que os administradores compartilham conteúdos originalmente publicados nos perfis oficiais como sendo deles.

Repúdio

A Câmara afirmou que “lamentavelmente, as denúncias à ação dos criminosos não têm surtido efeito junto ao Facebook”. Passado um mês da retirada do ar da página oficial da Câmara de Arujá – e feitas inúmeras denúncias à página clonada – a rede social ainda não adotou nenhuma medida efetiva para corrigir o erro e proteger seus usuários.

O Departamento de Comunicação da Casa de Leis seguirá monitorando a situação e reportando os desdobramentos da fraude às autoridades policiais.

Tópicos
Compartilhe
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Comentários
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE