PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Vereadores negam que eleição na Câmara antecipou disputa pela Prefeitura

Wellington Alves

PUBLICIDADE

Vitória de Gabriel dos Santos contra Reynaldinho foi comemorada por aliados de Luis Camargo, adversário de José Luis Monteiro.

A Câmara de Arujá realizou hoje a primeira sessão do ano, de forma extraordinária, para votar projetos de interesse da gestão do prefeito José Luiz Monteiro (MDB). Entretanto, ainda repercute nos bastidores a mudança na eleição da Presidência do Legislativo em dezembro, no qual Reynaldinho (PTB) tinha sido reeleito presidente e depois perdeu o posto para Gabriel dos Santos (PSD).

Em 13 de dezembro, sete vereadores se candidataram à Presidência da Câmara. Reynaldinho venceu com sete votos, seguido de Gabriel dos Santos, com quatro, e foi declarado vencedor. Contudo, o pessebista recorreu, com base no regimento interno do Legislativo, alegando que seria preciso um segundo turno entre os dois, já que o petebista não alcançou a maioria dos votos.

Em nova eleição, no dia 20 de dezembro, Gabriel dos Santos conseguiu oito votos, contra seis de Reynaldinho. O que se comenta nos bastidores políticos é que a disputa foi uma espécie de antecipação da eleição municipal de outubro. Reynaldinho é aliado de José Luiz Monteiro, enquanto Gabriel apoia Luis Camargo (PSD), que ficou em segundo lugar no pleito de 2016.

Gabriel e Reynaldinho negam ligação entre as disputas. Para Gabriel, o que aconteceu foi um caso inusitado. “Nunca aconteceu de alguém (ganhar) e não conseguir a maioria dos votos. Lógico, que temos um candidato, um lado, e vamos seguir nisso”, disse. Reynaldinho também desvinculou a eleição municipal, mas admitiu decepção com parte dos vereadores. “Alguns assumiram o compromisso de votar em mim e acabaram não votando”, diz.

PUBLICIDADE

Tópicos
Compartilhe
Veja também
SIGA O ARUJÁ REPÓRTER

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE